Taking care of an altar, taking care of your life

Português abaixo

Altars are like our lives. They require attention and care in order to stay alive and vibrant. When we neglect our altars, just as when we neglect our lives, they become sluggish and dull. So when we are caring for our personal altars we are really caring for ourselves. I use my personal altar in my bedroom at City Center to reflect on the state of my practice life. I like to put personal items on my altar, like pictures of my family and friends, notes, cards, gifts, and objects from nature. To me this illustrates that I am not practicing alone, but in the context of my life in the world. When my altar builds up clutter I take the time to renew my intention and to narrow in on what is important for me right now.
In a similar way that caring for our personal altars is like caring for our lives, caring for the altars in our temple is a manifestation of caring for our sangha. In almost any room you enter at City Center, you will find an altar. When we neglect these public altars, we are neglecting our life in the Sangha—and when we take time to carefully maintain their appearance and cleanliness, we are working for the spiritual health of the community.

In our lineage of Zen we have four main items on our altars. A flower or greens arrangement, a candle, incense/fragrance, and a statue (typically the Buddha or a bodhisattva). We organize the items in a way that focuses our attention. It won’t work to just set the candle on the altar and walk away. The items should be in special relationship to each other, and this requires us to be in the moment with these objects in order to align them just so.

The picture above is the altar in our kitchen where you can see these four elements. They are organized into a kind of diamond shape, with the statue elevated in the center back. The arrangement is on the left, in an opaque rather than glass vase, and should never be taller than the statue. The candle is on the right, also lower than the statue, and the fragrance is in the front center. Though an incensor is a common feature on an altar, to increase accessibility at City Center, we don’t burn incense to ensure the space is smoke free. Instead we sprinkle dried flower petals into an offering bowl filled with water, which carries the same intention.

Next time you’re at a Zen Temple, I encourage you to take a look at what makes up the different altars that you see. We have many variations at our three practice centers and studying the similarities and differences is a great opportunity to reflect on what altars mean to you and what role they play in your practice. If you have a practice leader or teacher this can be a rich topic of inquiry and exploration.

Cuidando de um altar, cuidando da sua vida

Altares são como as nossas vidas. Eles exigem atenção e cuidado para se manterem vivos e vibrantes. Quando negligenciamos nossos altares, assim como quando negligenciamos nossas vidas, eles se tornam sem energia e enfadonhos. Então, quando estamos cuidando de nossos altares pessoais, estamos na realidade cuidando de nós mesmos. Eu uso meu altar pessoal no meu quarto no City Center para refletir sobre o estado da minha vida de prática. Eu gosto de colocar itens pessoais no meu altar, como fotos da minha família e amigos, notas, cartões, presentes e objetos da natureza. Para mim, isso ilustra que não estou praticando sozinho, mas no contexto da minha vida no mundo. Quando se acumula confusão no meu altar, eu aproveito o momento para renovar minha intenção e estreitar o que é importante para mim agora.

De uma maneira similar, cuidar dos nossos altares pessoais é como cuidar de nossas vidas, cuidar dos altares em nosso templo é uma manifestação de cuidado com nossa sangha. Em quase todos os cômodos que você entra no City Center, você encontrará um altar. Quando negligenciamos esses altares públicos, estamos negligenciando nossa vida na Sangha – e quando dedicamos tempo para manter cuidadosamente sua aparência e limpeza, estamos trabalhando para a saúde espiritual da comunidade.

Em nossa linhagem de Zen, temos quatro itens principais em nossos altares. Um arranjo de flores ou verdes, uma vela, incenso / fragrância e uma estátua (normalmente o Buda ou um bodhisattva). Organizamos os itens de uma maneira que foque nossa atenção. Não vai funcionar apenas colocar a vela no altar e ir embora. Os itens devem ter uma relação específica entre si, e isso requer que estejamos no momento com esses objetos para alinhá-los.

A foto acima é do altar da nossa cozinha, onde você pode ver esses quatro elementos. Eles são organizados em uma espécie de formato de diamante, com a estátua elevada centralizada ao fundo. O arranjo fica à esquerda, em um vaso opaco e não de vidro, e nunca deve ser mais alto que a estátua. A vela está à direita, também abaixo da estátua, e a fragrância está no centro da frente. Embora um incensário seja um aspecto comum em um altar, para aumentar a acessibilidade no City Center, não queimamos incenso para garantir que o espaço seja livre de fumaça. Em vez disso, colocamos pétalas de flores secas em uma tigela cheia de água, com a mesma intenção.

Da próxima vez que você estiver em um templo Zen , recomendo que você dê uma olhada no que compõe os diferentes altares que você vê. Nós temos muitas variações em nossos três centros de prática e estudar as semelhanças e diferenças é uma grande oportunidade para refletir sobre o que os altares significam para você e qual o papel que eles desempenham em sua prática. Se você tem um guia de prática ou professor, isso pode ser um valioso tópico de investigação e exploração.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close